2014 · 2015 · Myself · novidade

Cinco pratos para quebrar em 2014

fogos de artificio

O ano está chegando ao fim e eu nem acredito que 2015 já será o último ano da faculdade. Lembro do começo de 2012 quando eu estava toda animada com o começo da nova fase da minha vida. Lembro de pensar em janeiro de 2013 que ainda levaria décadas para eu me formar, mas aqui estou, com um ano me separando do meu diploma de jornalista.

2014 foi um ano de inúmeras felicidades e momentos que eu levarei para o resto da minha vida, mas tiveram coisas também que eu adoraria deixar somente aqui. A maioria delas não foram nem acontecimentos, coisas que vivi e não foram legais, mas sim atitudes minhas mesmo.

Pensando exatamente nessas coisas, eu separei cinco “pratos” para quebrar e deixar os cacos em 2014. Cinco pratos que eu deixarei para trás rumo ao novo ano. Esse post é uma ideia do Rotaroots – Blogueiros de raiz. Quem não conhece, clica no link e participa do grupo porque eles postam muitas coisas legais e tem ideias de posts super legais todo mês.

Os “pratos” abaixo são coisas que fazem parte de mim já há um longo tempo, mas que eu quero me livrar no ano que vem. Alguns delas acabaram virando mania e eu preciso cortar o mal eu pela raiz o mais rápido possível.

Prato número 1: Ansiedade

A ansiedade está no meu sangue desde que me entendo por gente. Se algo muito importante para mim está prestes a acontecer, acredite, meu estômago vai sentir com uma semana de antecedência – o que não é nada bom para mim.

Com o meu intercâmbio batendo à porta – quero ir em 2016, mas já sinto que vai ser em um mês – a ansiedade é o item número um da minha lista. Caso eu não me livre dela, quando faltar pouquíssimo tempo para viagem – de verdade – eu estarei surtando por todos os cantos e com o meu estômago chorando pelos cantos.

Prato número 2: Gastos desnecessários

Esse ano eu comprei MUITOS livros. Simplesmente não conseguia – e ainda não consigo – entrar em uma livraria e sair de mãos vazias. Sempre tem algo que me chama atenção e eu não consigo me controlar. Essa é a hora em que você vai dizer “Ah, mas livros são ótimos!”, claro, eles são maravilhosos, mas eu estou comprando além da minha capacidade de ler. Estou lendo um livro hoje e já tenho mais 10 para ler guardados em casa. Resolvi estipular que só vou comprar um livro novo quando eu terminar de ler todos os que eu já tenho. E vou para de entrar em livrarias para não cair em tentação.

Além dos livros, eu estou com mania de chegar em uma loja para comprar uma calça e sair da loja com dois vestidos, uma calça e um sapato. Lógico, eu não faço isso o tempo todo, mas mesmo de vez em quando isso pesa no saldo bancário do final do mês.

Prato número 3: Rotina

2014 foi o ano da preguiça para mim. Logo eu que só tinha preguiça de lavar louça em casa, acabei ficando com preguiça até de acordar todos os dias. Boa parte disso era devido a minha desmotivação por conta da rotina. Sabe aquele momento em que estamos em busca de outras coisas, mas elas simplesmente não acontecem? Pois bem, esse ano teve muito disso.

Após o final da Copa (eu fui voluntária na área de imprensa na Arena Corinthians) eu senti um vazio enorme, era como se tudo que restou já não me fosse mais suficiente. Ainda estou com esse sentimento, mas continuo procurando e tentando outras coisas. Dessa vez minha motivação está de volta e tenho o pressentimento de que agora vai.

Prato número 4: Meu drama

Se tem uma coisa que eu sou é dramática. Faço drama para tudo, principalmente com amigos e familiares. Uso muito das chamadas “chantagens emocionais” e sinto que começo a ficar um pouco chata quando exagero um pouco na dosagem.

O meu prato do drama está prestes a ser quebrado, mas, por enquanto, eu só vou chorar um pouco o meu presente para os meus pais :P

Prato número 5: Meu desespero

Outra coisa que eu sou muito é desesperada. Eu sempre acho que estou atrás dos outros e sinto uma necessidade urgente de fazer as coisas. Geralmente eu estabeleço um objetivo e fico no desespero de conquistá-lo. Se não consigo em menos de três meses, pode aguardar pelas minhas mudanças sutis mudanças de humor. Terá dias em que eu estarei mega feliz e outros em que eu nem vou querer andar na rua de cabeça levantada.

Em partes acho que esse meu desespero me motiva a ir para frente e tentar mais, mas também acho que isso é meio passo para a frustração – e não tem nada mais triste do que uma pessoa frustrada cheia de objetivos e sonhos.

 

Bom, esses foram os meus pratos que serão quebrados no dia 31 desse mês. 2015 será vida nova, correria e muitas das minhas neuras deixadas para trás.

Anúncios

9 comentários em “Cinco pratos para quebrar em 2014

  1. SOCORRO, como eu não conhecia seu blog ainda? Já ta nos meus favoritos, tudo que voce falou, parecia que quem estava escrevendo era eu, tudinho mesmo, eu fiz o meme também e no momento que eu li “gastos desnecessários” eu sabia que tinha esquecido de mencionar isso :(
    Adorei seus “pratos”, super validos, vou postar os meus amanhã haha
    http://www.naoruiva.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s