Amor · Caixa de contos · Comportamento

Ou talvez você leia esse texto

Eu posso escrever sobre milhares de coisas. Posso falar sobre o mundo, sobre verdades, inverdades, sobre histórias românticas inventadas, sobre histórias projetadas, mas de tudo que já tentei falar só falhei ao escrever sobre você.

Talvez me faltem palavras para falar o que eu vejo ou o que eu prevejo, o que tenho medo que vá acontecer. Talvez eu só queira demais, pense demais e tenha expectativas para dar e vender.

Um dia desses me perderei em nossos encontros, tantos desencontros, e no que imaginei que poderíamos ser. Um dia te falarei muitas bobagens, cheias de viagens, ou a isso você chegará a ler.

Penso que não saiba que digo verdades em meio a brincadeiras, finjo ter dúvidas em meio a certezas e escondo desejos em meio a todo o resto. Mas você percebe quando estou nervosa porque falo bem menos do que costumo quando estou normal e desembesto a conversar. Você capta minhas mudanças de humor, mesmo quando tento disfarçar e ligeiramente mudar de assunto.

Imagino que tenha percebido que sou exagerada assim como aquele coração grande, pulsante e dramático que todo mundo se irrita ao mandar sem querer. Sou facilmente irritante e talvez irritável. Será que irrito você?

Não sei.

Talvez eu não saiba de nada e não seja capaz de curar sua insônia. Talvez eu seja errada, errante e diga coisas certas em horas inapropriadas, coisas erradas a qualquer instante.

Ou talvez você leia esse texto.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s